O baixo nível de sono pode trazer diversos problemas para o seu corpo. Descubra como melhorar a sua noite de sono e elevar a sua qualidade de vida neste post!

Atire a primeira pedra quem nunca sofreu de insônia e noites mal dormidas! Pois é, aqui vamos nós falar novamente sobre a correria do dia a dia, a ascendência dos aparelhos tecnológicos e a influência de tais fatores em nosso cotidiano.

 

O sono é fundamental para as funções biológicas, sendo o principal responsável pela nossa qualidade de vida. Sem ele tudo começa a desandar: energia, humor, cabelo, unha, pele e por aí vai. Percebeu alguma dessas alterações no seu corpo? Então continue lendo e descubra o que está interferindo o seu sono!

 

Como detectar problemas no sono

Muitas vezes estamos dormindo mal e nem sabemos. A rotina frenética, envolvendo trabalho, faculdade, família, amigos e diversas outras responsabilidades nos obrigam a manter o ritmo de produção e assim entramos no automático (quem nunca chegou a determinado lugar sem saber como, né?!). Mas o nosso corpo é muito esperto, ele emite vários sinais que precisam ser percebidos. Veja alguns dos sintomas de quem apresenta algum distúrbio do sono:

 

  • Acordar durante a noite e ter dificuldade para voltar a dormir;
  • Cansaço;
  • Demorar mais de 30 minutos para dormir;
  • Dor de cabeça;
  • Falta de energia;
  • Falta de memória e concentração;
  • Irritabilidade;
  • Sonolência diurna.

 

Causa das noites mal dormidas

Assim que detectados os sintomas, é importante descobrir a causa da baixa qualidade do sono. Ela pode estar conectada aos distúrbios do sono, transtornos da mente e a própria tecnologia. Entenda cada uma:

 

Distúrbios do sono

Os distúrbios do sono são doenças ou condições clínicas que precisam ser tratadas com apoio médico. Alguns podem, inclusive, causar morte súbita – é o caso da famosa apneia do sono. Veja os mais comuns entre os brasileiros:

 

  • Apneia do sono;
  • Bruxismo;
  • Paralisia do sono;
  • Pernas inquietas;
  • Pesadelo;
  • Ronco;
  • Sonambulismo;
  • Terror noturno.

 

Transtornos mentais

Os transtornos mentais estão mais associados à correria do dia a dia, mas algumas condições podem estar ligadas à genética e outros fatores. Diagnosticá-los e buscar um tratamento efetivo é fundamental para uma boa noite de sono e, claro, qualidade de vida. Veja alguns dos transtornos mais vistos:

 

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Estresse
  • Síndrome do pânico
  • Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

 

Tecnologia

Parece bobagem, mas a tecnologia é uma das grandes vilãs dos nossos sonhos. Isto porque ao deitar, a nossa mente continua ligada às problemáticas, buscando soluções. E a luz dos celulares, tablets e TV ainda transmitem a mensagem ao cérebro de que ainda está na hora de produzir. Ou seja, aquela série ou novela que você assiste antes de dormir precisa acabar!

 

Como melhorar o seu sono

Agora que você já pensou no que pode estar interrompendo o seu sono, é importante fazer determinadas mudanças para de fato melhorar a sua qualidade de sono.

 

Procure um médico

Você pode até ser formado em 8 temporadas de Grey’s Anatomy, mas não tem uma licença para atuar ou se automedicar! Consulte especialistas antes de qualquer diagnóstico ou tratamento. Você pode procurar ajuda com:

 

  • Acupuntura
  • Clínico Geral
  • Meditação
  • Psicólogo
  • Psiquiatra

 

Crie uma rotina

Evite chegar em casa e ir direto para a cama. Os dias mais cansativos são gatilhos para deixarmos de lado pontos básicos de higiene pessoal, como escovar os dentes, tomar banho, colocar uma roupa adequada para dormir etc. Então ao chegar em casa, tire os calçados, desligue-se dos problemas de fora, cumprimente sua família e converse com cada um dos integrantes, prepare algo leve para a janta e aí sim comece os preparativos para ir deitar.

 

Meditação

Nada de “eu sou muito agitado para meditar”. O hábito é, justamente, para alinhar os pensamentos e organizar a sua mente. Então antes de deitar, tire 5 minutos, posicione-se adequadamente e realize a prática. Para os principiantes, existem as meditações guiadas disponíveis em plataformas, como Youtube e Spotify, que podem ajudar.

 

Gostou do conteúdo? Curta, comente e compartilhe com os amigos. E caso ainda tenha dúvidas, procure alguns dos nossos especialistas pelo WhatsApp da Clínica São Paulo!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

APÓS DIGITAR, CLIQUE EM ENTER PARA FAZER A BUSCA...

WhatsApp